Leitor Autônomo Temas delicados

Livros para momentos difíceis

Alguns assuntos parecem não combinar com crianças: morte, tristeza, luto, depressão. Mas, infelizmente a vida nos coloca em situações nas quais esses sentimentos são inevitáveis e precisam ser vivenciados.
Se enfrentar tudo isso já é difícil para um adulto, como podemos ajudar a criança a compreender o que a cerca sem sentir medo, a refletir com leveza, tato e sensibilidade?
A Literatura é uma aliada fundamental nessas horas. Através dela os assuntos podem ser abordados de maneira cuidadosa, mas sem fugir do assunto. Bons textos e ilustrações adequam o tema ao mundo infantil e agem como um instrumento de mediação para a conversa sobre temas que temos dificuldade em tratar.
Os dois livros de hoje são bons exemplos desse tipo de literatura e trazem os temas da depressão e do luto.
Roupa de Brincar
Tia Lúcia era alegre, sorridente e divertida. Vivia usando roupas coloridas. A menina adorava brincar com ela e com suas roupas dentro do armário.
Mas agora Tia Lúcia está triste e só usa roupas pretas. Seu roupeiro não tem mais cores e o do tio está vazio. Ela percebe que há algo de errado, porém não entende o que está acontecendo.  Por isso, colore todas as suas roupas da tia com seus lápis e tintas.
O pequeno e ingênuo gesto da menina abre um leve sorriso no rosto de Lúcia e as duas passam a tarde inteira juntas.
O traço fino utilizado pela ilustradora aliado ao cuidadoso texto do autor tratam o luto com a leveza, acuidade e ternura que esse tema necessita.
Roupa de Brincar
Eliandro Rocha
Elma
Editora Pulo do Gato
Preço Médio: R$ 30,00
Quem tem medo de Virginia?
“Um dia minha irmã Virginia
Acordou indócil como um lobo
Ela soltava grunhidos e fazia coisas esquisitas…”
 
Conheci esse livro em um curso sobre Literatura infantil e Filosofia. Junto com ele, também fui apresentada à outras obras da talentosa  ilustradora Isabelle Arsenault. Comprei imediatamente Jane, a raposa e eu, outro livro que trata de um tema difícil, desta vez do bullying e de suas consequências na autoestima das crianças e jovens. (Clique no link para ver a resenha.)
Em Quem tem medo de Virginia?, Vanessa não consegue compreender a irritação e a tristeza de sua irmã, que não quer sair da cama, grita e não fala mais com ninguém. A alegria desapareceu da casa das meninas e Vanessa não sabe mais o que fazer para desfazer essa situação.
Depois de uma conversa com a irmã, Vanessa tem a ideia de pintar nas paredes de casa a cidade imaginária criada por Virginia onde há bolos confeitados e flores radiantes. As paredes se enchem de flores e cores.
Para marcar o contraste entre os estados de humor de Virgnínia, a ilustradora usa as cores. O início do livro é permeado de desenhos pretos, mas quando Vanessa começa a criar nas paredes, as páginas se enchem de cores alegres.
“Trouxe o que estava do lado de fora para dentro.
Pintei pétalas flutuantes que pareciam confete.
Minha irmã levantou-se e começou a ajudar.
Ela disse que os lobos gostam de vagar,
por isso pintamos um campo
com um grande espaço para preambular.”
E então Virginia levanta da cama, se desfaz do lobo e enfim chama Vanessa para brincar lá fora.
Quem tem medo de Virginia? é levemente baseado na obra da escritora inglesa Virginia Wolf e na sua relação com sua irmã, a pintora Vanessa Bell.
Ele aborda a questão da tristeza e da depressão, concretizando esses sentimentos através de imagens e cores. O contraste entre os desenhos, as palavras e o tamanho das letras são ótimos artifícios para mostrar para a criança a disparidade entre os sentimentos opostos.
Quem tem medo de Virginia?
Kyo Maclear
Isabelle Arsenault
Editora SM
Preço Médio: 30,00

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Pedagoga, psicopedagoga e mestre em Educação pela PUC-Rio. Atua como professora do Ensino Fundamental I e faz atendimento psicopedagógico de crianças com questões de leitura e escrita, usando a literatura infantil como aliada nesse processo.

Deixe um comentário