Leitor Iniciante Para se divertir

Daqui ninguém passa: usando a margem para contar história

Passar para onde?

Era uma vez um livro com duas páginas e dois lados. Um belo dia, chega um general e proíbe a passagem dos personagens para a página da direita, deixando-a em branco. E agora, o que farão os transeuntes? Como irão terminar suas histórias se todos estão presos do lado esquerdo do livro?

 

Uma confusão se instaura, ninguém encontra saída, todos estão indignados. Até que a bola das crianças escapa, passa pela margem do livro e rola para o lado direito.

Silêncio.                                                                                                          

“Seu guarda, podemos…” perguntam os meninos.

Seu guarda deixa passar, mas só daquela vez.

Mas todos têm seus compromissos: Chapeuzinho precisa ir até a casa da vovó, ET precisa voltar para casa, a Senhorita tem um encontro.

“Seu guarda, posso então passar?”

E aí não tem mais volta, a enxurrada de personagens passa para o lado direito do livro e as duas páginas agora estão coloridas e cheias de gente.

Será que o general vai conseguir retomar a ordem?

A margem e a Literatura portuguesa

Essa é a irreverente história dos autores portugueses Isabel Minhós Martins e Bernardo de Carvalho. Originalmente utilizada para separar uma página da outra, com uma divisória, nessa obra margem do livro aparece como personagem. Uma ideia genial também utilizada por outros autores como Suzy Lee e Angela Lago.

A primeira vez que vi esse livro, foi num curso sobre Literatura Infantil Portuguesa. O pessoal da terrinha está despontando no mercado e produzindo obras com texto, ilustração e projeto gráfico de qualidade incrível. Ou seja, tudo que a gente adora. Quer conhecer outros livros da Literatura Infantil portuguesa? Clique aqui.

Nessa obra, duas coisas se destacam:  as ilustrações  divertidas e feitas em pilot por Bernardo de Carvalho e a leveza e originalidade da narrativa. Muitas histórias já foram contadas, mas dessa vez os autores encontraram uma forma pra lá de genial de fazer isso. E aí que está a graça do livro. Em desconstruir nossa visão do objeto e do que pode contado como história.

Desequilbrou? Então, boa leitura!

 

Daqui ninguém passa

Isabel Minhós Martins e Bernardo de Carvalho

Editora: Sesi – SP

Preço médio: 28,00

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Pedagoga, psicopedagoga e mestre em Educação pela PUC-Rio. Atua como professora do Ensino Fundamental I e faz atendimento psicopedagógico de crianças com questões de leitura e escrita, usando a literatura infantil como aliada nesse processo.

Deixe um comentário