Família História Leitor Iniciante Para se divertir

Os sábados são como um grande balão vermelho

Os sábados são como um grande balão vermelho

Os sábados são como um grande balão vermelho. Quem é  que não gosta dos dias de chuva? Eu adoro! Ficar na janela, vendo cada gota cair, aquela enxurrada transparente lá fora, os respingos no vidro e eu bem protegida dentro de casa. É como se lavar por dentro!

Mas quem é que gosta de sair e se espatifar na chuva? Molhar roupas, sapatos, pisar na poça, largar o guarda-chuvas e fazer a própria cena do singing in the rain? Só as crianças! Me lembro perfeitamente dos meus dias de férias no sítio. O legal era brincar nas tempestades de verão e se enlamear! 

Nós adultos perdemos a capacidade de brincar, ficamos envergonhados, nos preocupamos com a roupa, com o sapato, o atraso, o compromisso…  Adultos têm sempre um compromisso… A gente cresce esquece como é gostoso brincar na chuva!

Esse é um livro pra se divertir e se emocionar!

Matilda é uma menina de cinco anos que ADORA os sábados. Para ela, é um dia com gosto diferente! Por isso, levanta com a corda toda e acorda sua pequena irmã Clementine, excitada com todas as possibilidades daquele dia inteirinho só pra elas.

Mas lá fora está chovendo… E você pensa que Matilda desistiu deaproveitar seu aguardado sábado? Que nada! Ela veste a capa, coloca as galochas e sai correndo, atravessando cada pingo como se fossem raios de sol! A pequena Clementine não entende muito o que está acontecendo, mas segue os passos da irmã mais velha. Repete suas palavras e gestos, como quem está aprendendo, mas fica receosa de sair de casa e se molhar. O que ela quer mesmo é brincar com seu balão vermelho. 

Ricardo Liniers

Os sábados são como um grande balão vermelho é o primeiro livro infantil do desenhista argentino Ricardo Liniers. As personagens Matilda e Clementina foram inspiradas (e têm o mesmo nome) das filhas do autor e a história do livro realmente aconteceu. O autor viu as filhas brincando na chuva quis guardar aquele dia para sempre.

“Os livros que faço para crianças têm uma tangente diferente. Eu quero que a criança sinta algo, e que sinta com intensidade suficiente para poder pensar: “Gostei de ler esse livro, quero ler outro”.* 

Em forma de quadrinhos, Liniers  narra esse sábado chuvoso na vida das duas irmãs. O traço do autor é marcante e delicado, e ele capricha nas cores, texturas, tonalidades e nas expressões dos rostos das meninas. A gente tem mesmo vontade de mergulhar no livro.  É interessante notar que, em todas as páginas em que as meninas estão debaixo d’água, Liniers fez manchas nas folhas, como se elas estivessem realmente molhadas.

O livro é uma verdadeira experiência e levanta várias reflexões para nós,adultos, os donos da verdade. Quantos de nós evitamos brincar na chuva com medo do molhado e não enfrentamos situações das quais temos medo? A vida é cheia de dias de chuva, será que colocamos as botas e saímos por aí ou ficamos na porta de casa olhando a tempestade, temendo ir o que está por vir?

Quantas crianças ficam receosas de experimentar uma brincadeira, um lugar ou uma companhia  nova com medo de não gostar?

Matilda é uma verdadeira professora na arte do Carpe Diem! Para ela, literalmente não tem tempo ruim, tudo se transforma em uma enorme brincadeira!

Que tal entrar nessa chuva e se esbaldar? Fica o convite!

*Retirado de: https://catraquinha.catracalivre.com.br/geral/familia/indicacao/liniers-livro-infantil-sabados/

Os sábados são como um grande balão vermelho

Liniers

Editora: V&R

Preço Médio: R$ 30,00

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Pedagoga, psicopedagoga e mestre em Educação pela PUC-Rio. Atua como professora do Ensino Fundamental I e faz atendimento psicopedagógico de crianças com questões de leitura e escrita, usando a literatura infantil como aliada nesse processo.

Deixe um comentário