Animais Leitor Autônomo Leitor Experiente Leitor Iniciante Política

3 livros para conversar sobre política

Já falei algumas vezes e repito: não gosto muito dessa coisa de livro pra isso, livro pra aquilo. A literatura é arte e tem de ser encarada como tal. Mas alguns assuntos são difíceis de serem compreendidos pelas crianças e os livros podem ser o disparador para uma boa conversa. Por isso selecionamos 3 livros para conversar sobre política com as crianças. 

Eleições

Estamos há praticamente um mês das eleições. Muito tem se falado sobre diversos assuntos que recaem sobre a política e, se a gente fica atordoado, imaginem as crianças em meio a tanta informação.

Eu já havia me proposto a escrever uma resenha com esses livros e também a fazer um trabalho com eles em sala de aula, mas a tragédia com o Museu Nacional antecipou meus planos. As crianças chegaram cheias de tristeza, questionamentos e colocações. A culpa é de quem?

Dessa vez aconteceu o contrário: a conversa nos levou à leitura. Eu já estava prevenida e saquei da bolsa o primeiro livro de hoje:

Eleição dos bichos

Um livro fabuloso e cem por cento brasileiro que traz o assunto maneira divertida, leve e do tamanho das crianças.

O leão era o rei da floresta, mas andou desviando água para fazer uma piscina particular. A bicharada ficou revoltada e decidiu promover uma eleição. E aí começa a brincadeira: os autores fizeram cartazes dos bichos candidatos com as informações iguais às dos adultos humanos. Veja só:

As regras são quase as mesmas das nossas eleições, tirando o fato de que é proibido devorar o adversário. Os candidatos animais fazem comícios, participam de debates e enfim é chegado o dia da eleição.

O vencedor eu não vou revelar, fica pra você descobrir, mas outra coisa muito bacana desse livro é que o vencedor foi escolhido democraticamente em oficinas feitas pelos autores com as crianças. O texto é alegre e algumas palavras aparecem sublinhadas porque no final do livro tem um glossário explicando cada termo. Incrível, né?

Ah! Não posso esquecer de falar das ilustrações que são coloridíssimas e super engraçadas feitas com giz pastel e formas recortadas.

Não tem erro! Vai ficar bem mais fácil para os leitores iniciantes e autônomos acompanharem as eleições depois desse livro.  

A democracia pode ser assim

O que é democracia? Se na definição do dicionário está escrito que é o poder exercido pelo povo, na prática a coisa é um pouco diferente e a palavra é um mundo de significados.

A democracia pode ser assim tem uma pegada informativa e as frases são inseridas em desenhos bem ilustrativos. Aqui a ilustração tem o papel de 

ajudar o leitor a digerir conceitos mais complexos, facilitando a compreensão e concretizando o assunto para as crianças. Além disso, ela é feita em recortes bem interessantes do ponto de vista artístico. 

O livro faz parte de uma coleção que eu adoro e que já apareceu por aqui (clique aqui pra ler a resenha e conhecer os outros livros) e, apesar de ter sido escrita entre 1975 e 1977 permanece bem atual.

“A democracia é como um recreio em que todos podem brincar de tudo.

Na democracia as pessoas podem:

  • Pensar o que quiserem
  • Dizer o que quiserem
  • Encontrar e reunir com quem quiserem

Pois todos participam e decidem um pouco.”

O livro traz as eleições, as orientações políticas, os partidos e também fala sobre o nosso papel dentro desse tipo da democracia como cidadãos que fiscalizam e cobram dos seus representantes.

No final há um belíssimo texto do mestre e saudoso filósofo Leandro Konder, de quem eu tive prazer de ser aluna.

Imperdível para os leitores autônomos e experientes.

A rainha das rãs não pode molhar os pés

O primeiro contato que eu tive com esse livro foi através da ilustração. Fiquei tão fascinada com as imagens criadas por Marco Somá que logo me tornei fã do artista. Tempos depois, em uma livraria em Paris, uma simpática senhora me disse que essa obra era um tratado sobre política. Fiquei curiosa e fui atrás da versão em português. E não é que a livreira parisiense tinha razão?

A comunidade das rãs vivia à beira do lago. Saltavam, pegavam moscas, mergulhavam no lago, cochilavam… até que um dia algo vindo do céu cai bem no meio da água. Ao mesmo tempo, uma das rãs que tinha acabado de mergulhar chega à superfície com um objeto estranho e dourado na cabeça. Ele parece… UMA COROA! Ela só pode ser a rainha, pensam as outras rãs. Mas o que as rainhas fazem? Ninguém sabia, mas logo surge um séquito de conselheiras para dizer o que faz (e principalmente o que não faz) uma rainha.

A rainha é a melhor em tudo. É a mais forte, tem os saltos mais altos, mas não pode entrar no lago e nem buscar seu alimento, afinal, ela é a rainha.

Um belo dia, durante um concurso de saltos, a rainha rã vai demonstrar toda a sua exuberância e quando sai da água… ué? Cadê a coroa? Sem coroa ela não é a rainha.

Vou deixar você refletindo sobre isso e com a pulga atrás da orelha pra mergulhar nessa história! Indicamos para os leitores autônomos.

Não vamos deixar de falar com as crianças sobre um tema tão importante afinal, são elas os eleitores do futuro.

Boa leitura e boas conversas!

Eleição dos bichos

André Rodrigues, Larissa Ribeiro, Paula Desgualdo e Pedro Markun

Editora Companhia das Letrinhas

Preço Médio: R$ 40,00

A democracia pode ser assim

Equipo Plantel

Ilustrações Marta Pina

Editora Boitatá/Boitempo

Preço Médio: R$ 35,00

 

A rainha das rãs não pode molhar os pés

Davide Cali e Marco Somá

Editora Pulo do Gato

Preço Médio: R$ 40,00

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Olá, eu sou Isabella, autora do Na Corda Bamba! Fiz minha graduação e mestrado em Educação na PUC-Rio e uma pós graduação em Psicopedagogia. Além de escritora e poeta, sou professora de Ensino Fundamental I . Meu grande objetivo é formar leitores e escritores! Por isso, livros, letras e poesia transbordam nas minhas aulas!

Deixe um comentário