Amizade Leitor Autônomo Poesia

A Caligrafia de Dona Sofia

Poema e poesia

Poema e poesia são coisas semelhantes, mas diferentes. Quase todo poema tem poesia, mas a poesia ultrapassa os poemas. Podemos encontrar poesia em um fim de tarde, na natureza, em uma obra de arte e até na cozinha. Basta apurar a sensibilidade e abrir a alma.

Que tal contagiar a sala de aula, a escola e a sua casa com poesia? O livro que trouxemos hoje é repleto de poemas e poesia e é também um convite para transbordamos nosso dia-a-dia de emoção, dando asas à imaginação.

Como diria Leminski, poeme-se!

Conheça outros livros de poesia

A Caligrafia de Dona Sofia

Dona Sofia é uma professora aposentada, que mora no alto de uma colina. Para complementar seu rendimentos, cultiva flores que são vendidas na cidade (quer coisa mais poética?). A vida de Dona Sofia (que em grego significa sabedoria) se dividia entre as flores e os livros. Ela lia de tudo, mas adorava as poesias, tanto que resolveu decorar as paredes de sua casa com trechos dos seus poemas favoritos. E tinha poema pra todo lado, mas um dia faltou espaço, então a Dona Sabedoria resolveu escrever cartões poéticos para serem entregues junto com as suas flores.

Seu Ananias, o carteiro, era quem entregava esses cartões, mas nunca havia recebido um.

“Quem já viu, escrever uma carta para o próprio carteiro?” – ele se surpreende. “Meus oito anos”, o poema nostálgico de Casimiro de Abreu, foi o texto recebido pelo carteiro que correu pra agradecer Dona Sofia. E ali começa uma transformação e uma amizade bonita mergulhada em letras e histórias. Uma janela foi aberta.

Andando pela cidade, seu Ananias percebeu: os cartões de Dona Sofia mudaram a vida dos moradores da cidade, todos liam poemas. Outras janelas abertas. Outras transformações. É… esse é um dos poderes da poesia. Um livro encantador de André Neve, que contagia a gente com suas ilustrações delicadas e emocionantes, nos dando vontade de abrir todos os livros de poesia. Mas não precisa, as páginas são repletas de trechos de poemas clássicos e contemporâneos, deixando uma marca na gente.

Aproveite para falar para as crianças dos seus poemas favoritos, dos poetas clássicos, dos contemporâneos e crie também.

Você pode pedir às crianças que criem ou copiem poemas para serem colados pela casa ou pela escola, pode dar poemas de presente para as pessoas na rua.

Indicamos para leitores autônomos. 

Espalhe a poesia por aí!

Boa leitura e boas conversas!

 

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Olá, eu sou Isabella, autora do Na Corda Bamba! Fiz minha graduação e mestrado em Educação na PUC-Rio e uma pós graduação em Psicopedagogia. Além de escritora e poeta, sou professora de Ensino Fundamental I . Meu grande objetivo é formar leitores e escritores! Por isso, livros, letras e poesia transbordam nas minhas aulas!

Deixe um comentário