Animais Leitor Iniciante Para se divertir Primeiras Leituras

Brincando com as perguntas

Curiosidade

As crianças pequenas estão começando a descobrir o mundo. Tudo é uma eterna novidade, cada passeio gera milhares e milhares de perguntas que às vezes até cansam os adultos. Não é a toa que por volta dos três ou quatro anos começa a fase dos porquês. Se eu estivesse chegando em um planeta completamente diferente iria saturar os marcianos de perguntas.

Mas e se ao invés de responder todas as perguntas das crianças com as respostas mais corretas, os adultos retornassem a elas com as perguntas mais descabidas? Não seria uma brincadeira e tanto?

Os livros de hoje ajudam a distrair, divertir a refletir, sacudindo a poeira do mundo e botando tudo de ponta cabeça! 

Indicamos para os leitores iniciantes. 

Livros com perguntas

Mamãe, por que os dinossauros não vão à escola?

Quentin Grebán – Editora Berlendis & Vertecchia

Pode parecer um livro sem pé nem cabeça, mas é justamente isso que o torna tão divertido. Nesse livro, Quentin Gréban traz diversas perguntas bem infantis acompanhadas dos animais, tudo que os pequenos mais gostam. As respostas da mãe seguem a direção da fantasia da criança, ela entra naquele universo e permanece com a lógica infantil.

-Mamãe, por que os ursos nunca entram em lojas de brinquedos?

-Porque perderiam seus fihotes no setor de pelúcia.

-Mamãe, por que os patinhos não vão aos parques de diversão?

-Por que eles morrem de medo que tentem pescá-los.

A ilustrações são lindíssimas, cheias de cores aquareladas e com um traço super delicado e lúdico. Elas complementam e concretizam para a criança aquilo que o texto disse, mantendo a pegada humorística que perpassa toda a obra. Eu já era fã do autor desde Pinóquio e fiquei ainda mais.

Compre aqui:

Com quantos pingos se faz uma chuva?

Maria Amália Camargo e Ionit Zilberman
Editora Ozé

Perdoem o trocadilho, mas esse livro é uma chuva de perguntas. E dessa vez não tem resposta não. É pra gente ficar pensando no sentido das palavras, das expressões, dos dito populares, tentando entender tudo ao pé-da-letra. Mas será que esse pé tem chulé?

Páginas e páginas de brincadeiras em forma de letras e pontos de interrogação.

“Como é a voz de quem fala pelos cotovelos?” “Quando o cata-vento gira é ali que o vento faz a curva?” “Qual é a metade do infinito?” “Os vaga-lumes acendem as luzes durante o dia?”

Pra confundir, divertir, desequilibrar e fazer pensar sobre essa língua tão rica que é a nossa. Dá pra fazer uma pergunta por dia e ver as respostas das crianças, dá pra explicar os ditados, dá pra inventar outras.

E nas ilustrações, uma narrativa paralela de Ionit Zilberman que se passa junto com a chuva que cai, de um lado a chuva de perguntas, de outro os pingos, os guarda-chuvas, as galochas, as poças, as capas.

Compre aqui

 

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Olá, eu sou Bella, criadora do Na Corda Bamba! Sou pedagoga, psicopedagoga e mestre em Educação. Atualmente trabalho como professora de Ensino Fundamental I aqui no Rio de Janeiro.
Sou uma viajante literária e geográfica, adoro comida italiana, cheiro de mato e o canto dos passarinhos.

Deixe um comentário