Contos de Fadas Leitor Autônomo Leitor Iniciante

Lendo Clássicos: Branca de Neve

 

Lendo os Clássicos

Já tinha tempo que eu não fazia a coluna de clássicos por aqui. Já falei algumas vezes sobre a importância de lermos esse tipo de obra para as crianças e também da necessidade de uma curadoria sensível na escolha da edição. Textos integrais sempre, gente. De preferência com ilustrações que desafiem o leitor e projeto gráfico bem cuidado.

Esse é o caso da Branca de Neve da Editor Pulo do Gato. Um reconto feito por Gil Veloso da versão dos irmãos Grimm.

Os contos de fadas também são de extrema importância para a formação das crianças. Eles levantam questões importantes e marcam o caráter dos personagens principais. A criança sabe quem é bom, quem é mau, pode se identificar (com um ou com outro) e viver seus dilemas em um ambiente seguro.

Conheça outros clássicos clicando aqui! 

Branca de Neve

Branca De Neve é uma história que levanta diversas questões: a vaidade, as diferenças, a velha batalha do bem contra o mau, a obediência cega e até a resiliência dos heróis. O caçador é um personagem complexo, que passa por um dilema ético, a Bruxa Madrasta está sempre querendo ser a melhor, a mais bonita, que nos leva a pensar sobre vaidade e competição. Como um bom clássico, cheio de camadas e possibilidades.

Recontando a história original

Nessa versão  a gente vai descobrir que não foi só uma vez que a Bruxa Madrasta tentou matar a princesa, foram três, número que constantemente aparece nessas histórias. Para quem não sabe, três, quatro e sete são números simbólicos que encontramos diversas vezes nos contos clássicos. Repare.

No reconto de Gil Veloso também acompanhamos o terrível final da Bruxa, dançando até a morte em sapatinhos repletos de brasa, uma cena descartada do desenho da Disney.

Nesse texto também temos a desconstrução da princesa astuta que os novos filmes nos retratam. Depois de inúmeros avisos dos anões e de duas tentativas da Bruxa, a jovem ainda abre a porta a uma senhora estranha vendendo maçã.

E vocês sabe como é que Branca de Neve acorda? Se você não quer spoiler, não pule para a linha seguinte, mas já adianto que não é com um beijo.

SPOILER

Depois de um tropeço do príncipe, que levava o caixão de vidro da jovem princesa,  a maçã cai da boca de Branca de Neve, que acorda. Ou seja, nada de beijo encantado. Em seguida, a menina é automaticamente pedida em casamento, mas antes de aceitar, estranha.

Indicamos esse livro para os leitores autônomos, mas pode ser compartilhada com os iniciantes.

Ilustrações

Uma edição sensacional com ilustrações magníficas de Iban Barrenetxa que misturam acidez e humor em cores de tonalidade ocre. Uma excelente opção pra sala e aula, para conversar sobre recontos e a tradição oral, ver as diferenças entre as versões, analisar uma estrutura narrativa, ou só pra ouvir (e curtir) a história original mesmo.

Boa leitura e boas conversas!  

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Olá, eu sou Bella, criadora do Na Corda Bamba! Sou pedagoga, psicopedagoga e mestre em Educação. Atualmente trabalho como professora de Ensino Fundamental I aqui no Rio de Janeiro.
Sou uma viajante literária e geográfica, adoro comida italiana, cheiro de mato e o canto dos passarinhos.

Deixe um comentário