Animais Contos de Fadas Diversidade Família Leitor Autônomo Leitor Experiente Leitor Iniciante Livro ilustrado Para se divertir Primeiras Leituras

10 Livros Infantis Brasileiros Imperdíveis

 

Dia Nacional do Livro Infantil

Hoje, 18 de abril, comemoramos no Brasil o Dia do Livro Infantil. Essa data foi escolhida pois foi nesse dia que nasceu Monteiro Lobato, um dos mais consagrados escritores de Literatura para crianças e pioneiro em muitas traduções de clássicos infantis por aqui.

Para celebrar esse dia selecionei 10 livros infantis brasileiros que você não pode perder! Pra mostrar que o Brasil anda produzindo muita coisa de qualidade que a gente precisa olhar de perto!

Nessa lista você vai encontrar escritores e ilustradores brasileiros contemporâneos. Sei que deixei muita coisa boa de fora, mas você pode encontrar outras coisas bem bacanas aqui no blog! É só procurar por Literatura Brasileira nas Tags. 

Tentei priorizar os mais atuais e dar dicas para todos os tipos de leitores diferentes. Entre obras emocionantes e divertidas, tenho certeza de que você vai encontrar um (ou vários) pra você!

10 Livros infantis brasileiros imperdíveis:

1 –  Gente de cor cor de gente  

Maurício Negro – Editora FTD

Esse livro me gerou um impacto profundo.

Começa pela folha de guarda, um emaranhado de gente sem rosto, uma mancha amarronzada entre poucos tons mais claros. Esse é o Brasil.

O livro não tem texto, não é preciso. As imagens nos perfuram a cada página dupla. De um lado um rosto negro, fundo cor de pele (pele de quem?). Do outro, um rosto branco, azul, amarelo, verde, representando uma expressão oral, daquelas que a gente usa com cor, sabem? Amarelo de medo, vermelho de raiva, verde de fome, azul de frio. Os rostos têm cores diferentes, mas o mesmo sentimento. Por que será? A páginas são tomadas pelos rostos e podemos que todos têm dois olhos, nariz, boca, cabelo, pescoço. Mas a cor é diferente, só. Para todos os tipos de leitores, adultos e crianças.

Para ler a resenha completa, clique aqui!

2 –  Um abraço passo a passo 

Tino Freitas e Jana Glatt –  Editora Panda Books

Antes do bebê começar a andar ele engatinha, fica em pé, segura o dedo do adulto, cambaleia para enfim dar os primeiros passos sozinhos.

Essa graça de Livro de Tino Freitas e Jana Glatt traz esse momento com muita alegria, cor e diversão, lembrando aquela antiga brincadeira  “Mamãe Posso ir? Quantos passos?”

Nos versos de Tino Freitas, cada movimento é comparado ao passo de um animal e a gente vai acompanhando o desenvolvimento da criança até ela dar os primeiros passos firmes! E aí é uma emoção! Indicado para as primeiras leituras. 

Leia a resenha completa

3-  A avó amarela

Julia Medeiros e Elisa Carreto

Editora Ozé

Será que todas as avós são iguais? Certamente que não, mas avó guarda um quê de doce de coco, de colo, almoço de domingo, reunião de família, grisalhice, histórias e baú.

A Avó Amarela sai pra fazer feira, render homenagens e comprar um galo pro almoço. A minha, acordava cedinho e já ia logo pra cozinha tomar seu café preto, coffee arábica, como ela chamava.

Em um texto com gosto de sobremesa, saudoso sabor infância, as autoras nos transportam no tempo com suas memórias. Entre os pratos preferidos dos netos e a despedidas, a avó fica guardada lá dentro, e a gente pode trazê-la de volta em um simples abrir de páginas amarelas. Indicado para leitores Iniciantes e autônomos.

Leia a resenha completa 

4 – Dois meninos de Kakuma

Marie Ange Bordas

Editora Pulo do Gato

O livro escrito por Marie Ange Bordas e publicado pela Editora Pulo do Gato é uma narrativa de ficção inspirada na convivência da autora com adolescentes em um campo de refugiados no Quênia. Contado em primeira pessoa por Geedi e Deng. Geedi é um menino que já nasceu em Kakuma e, como Marie diz no livro, nunca teve “vida normal”. Mas pra ele, toda sua infância foi normal, afinal é a única que ele conhece. A família de Geedi veio da Somália e ele quer crescer e ser dono da sua vida. Indicado para leitores autônomosexperientes e adultos.

Leia a resenha completa 

5 –  Amoras 

Emicida

Editora Companhia das Letrinhas

 

Se tem uma palavra para descrever esse livro é representatividade. Mas é impossível descrever esse livro em uma só palavra. Representatividade, poesia, ternura, luta, força, emoção, cultura, carinho, amor… todas essas palavras saem voando do livro como borboletas e enchem nossos olhos d´água.

Com texto poético, delicado, emocionante e repleto de camadas, o rapper EMICIDA lança seu primeiro livro infantil.

Indicamos para as primeiras leituras e leitores iniciantes. 

Leia a resenha completa. 

6 – BichoLógico 

Paula Taitelbaum

Editora Piu

 

Poesia, geometria, ilustração e bom humor. Tudo isso em um livro super bem cuidado da Editora Piu. Bicho Lógico, da gaúcha Paula Taitelbaum traz poemas em repetição ilustrados com formas geométricas. A cada página ela repete a primeira frase, aumentando um pouco a descrição do animal. E as colagens de triângulos, quadrados, círculos vão acompanhando a história desses bichanos exóticos. Uma excelente escolha para os primeiros leitoresleitores iniciantes e também para um belo projeto em sala de aula. Gravamos a leitura desse livro no nosso canal do youtube!

Clique aqui pra ver! 

7 – Nós do Axé 

Janaína Figueiredo e Paulica Santos

Editora Aletria

Um livro colorido, cheio de referências à cultura baiana e afro brasileira. Nós de Axé, escrito por Janaína de Figueiredo, ilustrado por Paulica Santos e editado pela nossa parceira Aletria, conta a história de uma menina e sua fitinha do Senhor do Bonfim.

O adereço já faz parte da cultura brasileira e quase todo mundo já teve a experiência de amarrá-la no pulso, dar três nós, fazer três pedidos e esperá-la cair para realizá-los. Pois a personagem faz da fitinha uma companheira e confidente e os desejos, que poderiam ser protagonistas dessa história, acabam sendo deixados de lado quando a fitinha se vai.

Indicamos para uma leitura compartilhada com os leitores iniciantes e individual os leitores autônomos. 

Leia a resenha completa. 

8 – Deu Zebra no ABC

Fernando Vilela

Editora Pulo do Gato

A ideia desse livro é tão original como genial! Já seria bastante interessante se ele criasse frases (banhadas por essas belas ilustrações) com os animais em ordem alfabética. Mas ele se supera: Fernando usa o verbo (e por vezes o adjetivo e o substantivo) da frase com a mesma letra inicial do animal de que está falando.

Tudo começa com a Anta, que AGARROU o rabo do BURRO, que BEIJOU a BARRIGA do CAMELO, que COMEU a COUVE DO…

Você consegue adivinhar que bicho vem por aí?

E o livro vai assim até … a nossa querida Zebra! Mas, diferente do meu tempo de ABC, em que ainda não tínhamos incorporado o k, w, e o y ao alfabeto, tem animal com essas três letras difíceis para qualquer brincadeira de adedanha!

Incrível para as primeiras leituras e leitores iniciantes. Se você tem crianças na fase de alfabetização então, é tiro certo!

Leia a resenha completa

9 – Se eu abrir essa porta agora 

Alexandre Rampazo

Editora Sesi-SP

Esse livro dupla face que mostra a apreensão de um menino ao se deparar com uma porta que ele não sabe onde vai dar. Ele imagina bruxas, monstros e coisas escabrosas. A cada página a gente vê uma porta fechada, quando a abrimos, aquilo que o menino imagina.
Mas se a gente trocar o lado desse livro sanfona, podemos ver tudo por outra perspectiva. Quem está do outro lado da porta é o menino, quem a abre é o “vilão.” Ele está doido pra brincar com a criança, puxar o pé dela. Um livro divertido, instigante e cheio de possibilidades de reflexão sobre medos. Eu usei com os alunos no primeiro dia de aula e foi uma dinãmica incrível!

 

10 – Jacaré, não!

Antonio Prata

Talita Hoffmann

Editora Ubu

Não podia fechar essa lista sem esse que é o maior sucesso que eu conheço entre as crianças pequenas. Jacaré, Não é unanimidade! É um dos livros que eu mais dou de presente para as amigas grávidas com ou filhos pequenos . Também um dos que eu mais indico para adultos que querem levar um livro de presente. Aliás, apesar de ser indicado para as primeiras leituras, Jacaré, Não é adorado por meus alunos do alto de seus 9 anos!

A Luiza acorda, brinca, almoça, vai para a escola, toma banho, dorme e o jacaré está sempre por ali. Mas como? Jacaré é bicho, não é brinquedo, nem roupa, nem comida!

Esse é daqueles livros que os pequenos vão pedir para contar e recontar até o adulto cansar (ou nem assim).  Mas tudo bem, ele vai render boas gargalhadas. É um conto de repetição. Nesse gênero, as palavras, frases e expressões se replicam, possibilitando a memorização por parte do leitor. E é claro que eles já antecipam o que vai acontecer.

Leia  resenha completa

Tem também o vídeo no youtube!

Feliz dia do livro infantil, aproveitem a literatura brasileira!

Boas leituras e boas conversas!

 

 

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Olá, eu sou Bella, criadora do Na Corda Bamba! Sou pedagoga, psicopedagoga e mestre em Educação. Atualmente trabalho como professora de Ensino Fundamental I aqui no Rio de Janeiro.
Sou uma viajante literária e geográfica, adoro comida italiana, cheiro de mato e o canto dos passarinhos.

Deixe um comentário