Literatura

A Poesia Pede a Palavra

Brincando com as palavras

Poesia é brincar com as palavras, já dizia José Paulo Paes. Mas tem palavras mais amigáveis e outras mais difíceis de se relacionar. As crianças, por sua vez, adoram aquelas que rimam, custoso ajudá-las a entender que a poesia vai além dos sons parecidos e divertidos.

Mas conforme elas vão crescendo, podemos ir apresentando outros tipos de poemas.

Lalau e Laurabeatriz são magos da poesia infantil. Fazem poema com tudo: animais, filhotes, partes do corpo.. e agora eles resolveram pegar as palavras difíceis, aquelas bem abstratas, e transformar em poemas para crianças.

Conheça outros livros de poesia! 

A poesia pede passagem

O resultado é primoroso. As palavras não só ficaram mais inteligíveis como bem concretas pois são colocadas no universo das crianças.

A Poesia pede palavra, recém -lançado pela @brinquebook, é quase como um abecedário, mas como toda boa poesia, não respeita ordem. Palavras como através, jamais, então, tanto, enquanto, entre outras, ganham vida e forma. Veja só:

 

Pensou a coruja

Então anoiteceu

Choveu a lua

Então estrelou

Ouviu as bromélias

Então clareou

 

 

Jamais a sombra

vai desgrudar do chão.

Jamais a zebra

Vai caçar o leão.

E ainda tem as ilustrações, características típica dos dois. Em tons pasteis os autores ilustram cada poema utilizando as figuras dos animais, das plantas, do espaço…

Mais um acerto, mais uma excelente obra pra trazer mais poesia pro cotidiano das crianças.

Boa leitura e boas conversas!

 

Sobre o autor

Isabella Zappa

Isabella Zappa

Olá, eu sou Isabella, autora do Na Corda Bamba! Fiz minha graduação e mestrado em Educação na PUC-Rio e uma pós graduação em Psicopedagogia. Além de escritora e poeta, sou professora de Ensino Fundamental I . Meu grande objetivo é formar leitores e escritores! Por isso, livros, letras e poesia transbordam nas minhas aulas!

Deixe um comentário